quarta-feira, junho 05, 2013

"Sem vergonha, garota"

Luis Grottera
 


Nunca antes nesse país... Quando a gente acha que já viu tudo, descobre que nada viu. O fundo do poço ainda está longe.
 

“Que erro dramático de comunicação. Que o Ministério da Saúde do Governo Brasileiro se comunique e ajude esse segmento de público para cumprir sua função de Saúde Pública é natural e altamente elogiável. Que essa comunicação seja uma defesa da causa é lamentável! A sociedade não pode endossar a felicidade de ninguém ser prostituta. Muito menos incentivar "Sem vergonha, garota".”

Luis Grottera é publicitário

Um comentário:

Delmar Fontoura disse...


Há oito anos venho afirmando em meus comentários que o Neolulopetismo tem uma essência discriminatória, que tenta privar-nos de nossas soberania, sustentáculo da democracia de um Povo. Tentando cercear a liberdade de imprensa e, com isso, a liberdade de nos expressar. Carrega sua verborragia com adjetivações de: pobres, ricos, classe média, brancos, negros, elite, banqueiros, burgueses, pobres do Nordeste, elites do Sudeste “e até prostitutas”!... ...Marcando essa pseudoideologia: cruel, segregacionista, tendenciosa, separatista, com o nítido intuito de dividir a sociedade em “castas”, pois o Neolulopetismo, através de Lula, sabe que: o que divide para a sociedade multiplica para ele!...

Mas que Lula e seu bando não se esqueçam de uma verdade axiomática: o que carateriza “a individualidade antropológica do ser humano” não é sinônimo de “individualidade social”...

A Engenharia da Natureza prova nossa igualdade como seres humanos, mas nos “seres plurais” pelo “intangível” de nossas individualidades tais como: o conhecimento, a inteligência e a capacidade intrínseca de entendermos a essência de nossas vidas e as relações destas com o todo da Natureza, ou seja: nossas percepções sensoriais, que assim como retardam, podem acelerar nossa evolução social!...