sábado, janeiro 11, 2014

O Maranhão da Tia Roseana...

Repassando...

Eu acredito que estamos fazendo tudo o que podemos com o recursos que temos. O Maranhão é um Estado pobre. Estava vendo hoje o nosso orçamento: R$ 14 bilhões. Esse orçamento do Maranhão equivale a um quinto do orçamento da cidade de São Paulo, que não tem 217 municípios, não tem 217 redes hospitalares, não tem nada disso.” José Sarney em entrevista a Rádio Mirante AM, uma das emissoras que compõem o império estadual de comunicação da família, em 27/12/2013.

Foto da obra
“Sacrum Consanguineis Imperium Sarney”
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, reuniu-se ontem com a governadora do Maranhão, Roseana Sarney, e anunciou um plano de ações conjuntas para tentar amenizar a situação nos presídios do estado, onde foram registradas 60 mortes de detentos...

Ao ser perguntada sobre a intenção do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de pedir a intervenção federal por conta da violência, Roseana afirmou não acreditar na hipótese e enumerou obras e ações de sua gestão:
- Eu não acredito que ele vá pedir a intervenção, porque estou cumprindo meu dever. O Maranhão está indo muito bem. Talvez seja o único estado do Brasil que vai ter todas as suas cidades interligadas por asfalto. O Maranhão está atraindo empresas e investimentos. Um dos problemas que estão piorando a segurança é que o estado está mais rico, o que aumenta o número de habitantes.
- Até setembro, estava dentro do limite que se esperava — declarou, argumentando que as mortes ocorreram apenas em uma unidade do complexo de Pedrinhas, onde duas facções disputam o domínio do tráfico e matam seus rivais, inclusive decepando cabeças.
- Nosso sistema de saúde é muito bom para os presos... Nosso presídio feminino é um exemplo para todo o Brasil.

Segundo a governadora, apesar das mortes, seu governo não cometeu qualquer ato contra os direitos humanos. A ONU pede uma investigação sobre o assunto. “Não cometemos qualquer crime de direitos humanos. Mas temos de ser mais atentos”, admitiu.

Ela se irritou quando uma repórter perguntou ao ministro José Eduardo Cardozo por que a presidente Dilma Rousseff e mesmo ele ainda não tinham se manifestado sobre os problemas no estado administrado pelo clã Sarney. Cardozo disse que o governo se manifesta de forma concreta e procura ajudar estados administrados pela oposição e por políticos que apoiam o governo. Mas Roseana, exaltada, disse que não é certo falar em família.
- Não existe família. Eu sou a governadora. Quem manda aqui não é a família, sou eu. Vocês querem penalizar a família, mas eu, Roseana, sou a responsável pelo que acontece no Maranhão. Jorge B. Moreno/O Globo - Leia na íntegra
Foto enviado por Sergio Chear
O governo do Maranhão enviou relatório à Procuradoria Geral da República dizendo já ter investido “mais de R$ 130 milhões na construção de presídios, equipamentos, melhoria e manutenção das unidades existentes”. Mas, na verdade, diminuiu em mais da metade os gastos com segurança pública no estado. Uma consulta do GLOBO ao Portal da Transparência do Maranhão mostrou que os gastos com o Fundo Penitenciário Estadual em 2013 foram 65,5% menores que os de 2012 - Confira.
Em compensação Roseane foi às compras e estourou o cartão de crédito do povo maranhense para os próximos 100 anos. Parodiando Marcos 13/2, Roseane não deixou peixe sobre crustáceo. Ela conseguiu promover o maior sururu licitatório, jamais visto, embaixo dos lençóis maranhenses.
120 kg de Bacalhau do porto de 1ª qualidade.
100 kg de Bacalhau dessalgado 1ª qualidade.
800 kg de Camarão fresco grande com cabeça.
700 kg de Camarão médio com cabeça, para torta, fresco. 
700 kg de Camarão seco torrado (com pouco sal), graúdo sem cabeça e casca. 
250 kg de Camarão seco graúdo sem cabeça e casca.
800 kg de Filé de pescada amarela fresca.
80 kg de Lagosta fresca. 
750 kg de Patinha de caranguejo fresca.
200 kg de Pescadinha inteira fresca.
120 kg de Pescada inteira fresca.
90 kg de Pescada amarela em posta sem contra peso e fresco.
80 kg de Salmão defumado.
100 kg de Salmão fresco.
20 kg de Sururu limpo fresco.
100 kg de Peixe Pedra bem fresquinha.
80 kg de Anchova fresquinha.
Pra encerrar: A Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap) do governo do Maranhão contratou em setembro do ano passado, para reformar um presídio, sem licitação, uma empresa que, três meses antes, foi acusada por uma comissão da Assembleia Legislativa do Estado de envolvimento num esquema que teria desviado R$ 4,9 milhões da Secretaria de Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar.
A gestão Roseana Sarney quitou de uma só vez, em 24 de dezembro do ano passado, contrato no valor de R$ 210 mil com a Sonortec Sociedade Norte Técnica de Construção, para reformas na Casa do Albergado Masculino, em São Luís. No entanto, ainda não há nenhum sinal de obras, segundo agentes penitenciários que dão expediente na unidade.
Não é bolinho não! Como dizia minha vó, Da. Elizabeth, a primeira e única - pelo menos por parte de mãe: “Filha de corrupto, não basta ser ilícita, tem que ser indecorosa”!

2 comentários:

Delmar Fontoura disse...


Verdades & mentiras.

Quanto mais dissermos verdades,
Menos os mentirosos mentirão
E envergonhados — sem vergonha —
Suas mentiras menos valerão!...



Delmar Fontoura disse...


Os “Micos do Milênio”

Vamos colocar as verdades como elas devem ser ditas, pois “os tempos” não permitem que se omita sobre fatos históricos... ...Todos sabem que o “Impeachment de Collor” foi uma farsa, que se transformou num “mico” causado por um frenesi de nobreza política, que na realidade nunca existiu.

Mas o inconsciente coletivo sempre é, mesmo, absurdamente caótico... Cito os exemplos:

- O mico da comemoração da passagem do milênio em 31 de dezembro de l999 para o dia l de janeiro de 2000;
- A “encenação” “do Impeachment de Collor” ;
- A eleição e reeleição do Lula;
- A eleição da Dilma;
- O mico que se transformou a ABL a partir da indicação de Ribamar como seu membro!...

Eis um desses politicotes,
Do Maranhão, já sabia,
Letrado sem o ‘saber’,
Membro duma Academia!...

Sendo ele maranhense,
Letra pra que? É astuto,
O mínimo que o acusam,
É de Senador corrupto!...

Chefe de família unida
De dotes, ufa! Hosana!
Herdam o Sarney filho
Mais a filha Roseana!...

Dizem ditos e mal ditos
Desse Nordes’coronel
Chafurda’nda na lama
Como nadasse no mel!...


Vive em antros, com amigos,
Só de lagartos e cobras
Contabilizando as férias
Produto de suas ‘obras’!...

Mas cumpanhêro ele é,
Nos gabinetes polula,
Acertando as maracutas
Prometidas para o Lula!...

Já garantiu muita coisa,
‘Coisas’, foi ele quem fez,
Se não impedirem a tempo
Ele faz tudo outra vez!...

Cortem o couro da cinchada,
Segurem oh do Maranhão,
Se não lhe impedir a ‘tensa’
Leva tudo de roldão!...

Cassar ‘caça’ como cassam...
Sei se adiantaria não,
Melhor manda-lo de volta
Pra exaurir-se em Maranhão!...


Delmar Fontoura.