terça-feira, novembro 19, 2013

Ninguém se perde na volta...



Finalmente estamos de retorno às atividades. Em grande estilo, suponho. É melhor rir do que chorar. Moçambique nos dá o exemplo...

5 comentários:

Edinaldo Chaves disse...

"Sr. meu Primo Hugo Caldas, sustenta a peteca, os Pereiras não se entregam, Parabéns pelo retorno meu primo irmão!" Edinaldo

Lígia Tabosa disse...

"Bravo! Guerreiro Hugo Caldas! Saúde querido amigo; muita luz e .... Lantejoulas! Um beijo grande! Bem-vindo sempre!" Lígia

José Afonso - Aracaju-SE disse...

Muito bem, grande Hugo: "Ninguem se perde na volta", já dizia seu conterrâneo José Américo de Almeida. Eu tambem estou de volta, após cirurgia de uma safena e duas mamárias. Estou vivo e pronto para acompanhar os escritos do seu maravilhoso blog. Muita paz e saúde.

Delmar Fontoura disse...


Meu amigo – virtual, mas amigo – Hugo!

Costumamos, aqui “no Rio Grande”, dizer “que não tá morto quem peleia”, por isso, salve teu regresso às lides... ...No início do ano, cheguei estar do “outro lado”, mas, teimosamente, voltei e aqui estou azucrinando a resistência dos “aloprados”...

Abaixo estou conjugando um verbo em tua homenagem:

Presenciar, verbo abrangente
Não só de quem está presente,
Mas, também, fim da saudade
De alguém que esteve ausente.

Ausência que verbo abrange
Vê-se, não é só infelicidade.
Como disse Sidney Miller
Nem todo choro é saudade!...

Um virtual, mas apertado abraço,

Delmar Fontoura.

hugão disse...

Como é prazeroso perceber que significa algo para as pessoas. Agradeço sensibilizado pelos belos e reconfortantes comentários. Gratíssimo pela força. Hugo